terça-feira, 1 de setembro de 2009

Veredicto

Tua presença não porporciona inspiração
Apenas doce agonia e noites de insônia
estupor de dúvida e certeza errônea
medo expansivo e alma febril em retração

Sequer despertas a verdadeira paixão
Só incitas a voracidade dos sentidos
suscitas desejos antes não consentidos
inventa uns impulsos que calco ao não

Nenhuma instância do meu conhecimento
te acompanha, te elege ou te reverencia
És hausto de vontade que ao passar inebria

E tua constância nas abas do pensamento
não configura oferenda ou alusão à poesia
És comburente nas labaredas da fantasia

Iriene Borges

11 comentários:

Pó & Teias disse...

Esse "soneto" tem cerca de uma década e eu não sou clarividente.

twelvetribes disse...

Estou esperando.

Iriene Borges disse...

o q?

deisi perin disse...

Escurividente, talvez?

Magamim disse...

O que alimentará as chamas da escuridão?

Iriene Borges disse...

rsrsrs, é Deisi. O único endereço para minha correspôndencia é o meu.

Pó & Teias disse...

Seu eu criasse um perfil que não pudesse rastreado também usaria um nome "bruxesco". Hécate, Lilith, Elvira ( a rainha das trevas, rsrs)
Isso é fantasia. Escuridão é outra coisa.

deisi perin disse...

Eu não mencionei escuridão!!!!
Se â Iriene não é clarividente, como ela mesma escreveu, mas adiantou acontecimentos, só pode ser escurividências. Presumimos não tê-la, mas ela lá está, então minha teoria fantasiosa: escurividência. Gostei da explicação que entendi.
E, Iriene, você está certíssima quando diz que seu endereço é único para sua correspondência. Não ligue, eu me admiro do quanto é que nos entendemos dentro tantos mal-entendidos ou mal-entediados. Por isso a poesia é tão importante, para que pelo menos nós´possamos nos entender.
Você conseguiu me entender?

Pó & Teias disse...

Deisi, conheço seu senso de humor. E sou meio "escurividente", mas ainda é melhor ver a escuridão da alma alheia do que luz no fim do túnel. rsrs

twelvetribes disse...

HOJE
EU ACORDEI
MAL HUMORADO.

TIREI
SARRO
DOS CACHORROS.

LEMBREI
QUE TINHA
PASSADO.

twelvetribes disse...

Sou fã da Iriene. Linda demais. Ainda mais a metáfora sobre a casa.