segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Poema XIX

Tribos bestiais versus
conservadores primitivistas
da grande mentira.

Como reproduzir ancestrais
lutando na relva selvagem
do que um dia chamar-se-a
pátria?

Palavras arremessadas
contra uma parede
de ouvidos cativos;
escritas em páginas
impróprias
para o mundo cristão.

Ricardo Pozzo

3 comentários:

Pó & Teias disse...

do livro Transmigrações, de 1994!

twelvetribes disse...

Mensagem de meu pai.

Eu certeza de que sou um deus...

Por Apollos:

NAITANENAPSEMASSOESTAZITAOPISNO
PATISPHOTOGRAFIESSOESTAZITAO
QUENASCEISSO
PARAFTONCAIMOSQUEEIMETORAMONOS!

Na "letra" vaticante de Giannis Ploutarxos:

http://www.youtube.com/watch?v=NHVVshYfDow

Angela Gomes disse...

o título do poema não deveria ser mais antigo?
qual a época das suas transmigrações?
Gosti.