sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Hoje

O hoje, com a barba por fazer cheirando à nicotina,
veste a camisa desbotada dos segundos agonizantes,
molhada pelo suor da desfacelada face.

Envolto entre outros,
encontra desencontro;
rostos disformes procurando espelhos;
bocas mastigando gritos de angústia.

Felipe Alberti

Um comentário:

F. Otavio M. Silva disse...

Adorei o Post, Parabens; Vou vir mais vezes por aqui.
Dá um passada no meu blog quando puder.
http://otaviomsilva.blogspot.com/
¬¬°ºoO
Forte Abraço