sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Um certo João que o vento carregou



o saltimbanco
João Bello
bebeu muito da água
na nascente do sonho

sua cabeça nas nuvens de algodão
onde seu colorido chapéu alcança
faz a mão da memória bordar a lua
faz de cada pessoa uma criança

bela folia o João nos principia
espanta até banzo de Angola
ilumina em todas as caras um sorriso
quando canta cantorias na viola

eita João me faz perder a vergonha
me faz perder o siso, eu preciso...

um feliz 69 !



                                  Edu Hoffmann

Um comentário:

O Semeador de Sonhos disse...

Até tu Edu!!!Agradeço a homenagem!!!Fiquei muito feliz com suas poéticas palavras!!!Paz e luz na nossa caminhada!!!